Imóvel: financiamento ou consórcio?

Matéria interessante para quem quer tirar a duvida entre financiar ou fazer consórcio. Qual melhor opção? Qual é mais vantajosa? Qual é melhor e mais acessível?


A maioria dos brasileiros demora mais de 18 anos para pagar um financiamento imobiliário. Os consórcios duram, em média, 15 anos e são mais baratos, mas você precisa contar com a sorte de ser sorteado logo ou dispor de uma quantia para dar um lance e arrematar sua carta de crédito, senão corre o risco de realizar a compra só no fim do grupo. Assim não há  juros, mas a taxa de administração chega a 24,5% e existe correção anual das parcelas. 

"Além disso, é importante observar o custo do seguro prestamista, que cobre as mensalidades em caso de inadimplência, para não prejudicar a saúde financeira do grupo", diz um economista.


Porém, como tudo tem um porém, a portabilidade da dívida pode marcar pontos a favor do financiamento, já que aumenta a concorrência entre os bancos e a disposição dos clientes para buscar melhores condições.

"Mas ainda não é atrativa, porque o mutuário precisa arcar novamente com todos os custos de registro do imóvel e de cartório quando troca a alienação. Isso gera gastos extras que podem chegar a 2% do valor", diz Reis Ferreira da Silva, delegado do Creci-SP.

A valorização dos imóveis nos últimos anos também tem causado dúvidas se  o consórcio é um bom negócio. O preço das casas e dos apartamentos subiu muito e a correção do valor da carta de crédito não acompanhou. Por isso, é provável que depois de contemplado no consórcio você ainda precise desembolsar algo mais para complementar.


Venha tomar um café conosco na Todimo Home Center, Sala 24, Av. Miguel Sutil, 6274 - Despraiado, Cuiabá-MT, CEP 78048-000. Tecnologia Blogger.